política de privacidade MA Hospitalar

Como usar a bomba de infusão? 5 dicas essenciais

Um médico mexendo em uma bomba de infusão

A precisão e a eficiência são pilares fundamentais no cuidado ao paciente e uma das prioridades para instituições hospitalares. Neste contexto, as bombas de infusão emergem como aliadas indispensáveis, que auxiliam na administração precisa de fluídos, medicamentos e nutrientes ao longo do tratamento médico.

Dominar o uso desses dispositivos requer compreender os tipos de bombas existentes, as configurações adequadas para cada situação clínica e, acima de tudo, familiaridade com as melhores práticas de segurança.

Preparamos este artigo com dicas essenciais para quem busca aprimorar seus conhecimentos e habilidades no uso desse equipamento. Para saber mais, continue a leitura.

O que é para o que serve a bomba de infusão?

A bomba de infusão é um equipamento que automatiza a administração de medicamentos, soros e outros fluidos essenciais ao paciente, permitindo que o processo seja feito de forma precisa e controlada. Ele é projetado para fornecer uma taxa de infusão constante ou variável, conforme prescrito pelo médico.

Um ponto importante é que a bomba de infusão permite que a experiência do paciente seja a mais agradável e tranquila possível, e faz com que os procedimentos sejam mais seguros, pois minimiza erros e permite que os profissionais da saúde controlem a velocidade e a quantidade da substância administrada.

A bomba de infusão é especialmente útil em casos clínicos em pacientes que requerem terapia intravenosa contínua, como na terapia intensiva, oncologia e na anestesiologia.

Quais são os principais tipos de bomba de infusão?

Existem diversos tipos de bombas de infusão, cada uma projetada para atender diferentes necessidades clínicas. Separamos alguns dos mais usados para que você entenda suas características: 

Bomba de infusão volumétrica 

Este tipo de bomba administra fluidos a uma taxa específica, geralmente em ml/hora. Ela é frequentemente usada para infundir soluções intravenosas, como soro fisiológico ou medicamentos diluídos em solução, em doses precisas ao longo do tempo.

Se você busca um equipamento com essas características, a Bomba de Infusão Modelo SYS-6010 Medcaptain é a mais indicada. O equipamento possui vários modos de infusão, é de fácil utilização e adaptável para diferentes situações. Um dos seus maiores diferenciais é a conectividade avançada, por meio do  Wi-fi, você consegue integrar o equipamento aos sistemas CIS ou HIS para compartilhamento de dados clínicos.

Bomba de infusão de seringa

Utilizada principalmente para administrar medicamentos em pequenas doses, a bomba de infusão de seringa é configurada com uma seringa contendo o medicamento e fornece uma infusão precisa a taxas muito baixas, geralmente em ml/hora ou ml/minuto.

A Bomba de Infusão TCI HP30 Neo MedCaptain é um dos melhores modelos do mercado, e é indicada para pacientes que estão em tratamentos intensivos. Dentre os seus diferenciais está a instalação automática da seringa, que simplifica e agiliza o processo de preparação.

Outra opção relevante é a Bomba de Infusão TCI Modelo Eleveld HP Medcaptain. O modelo é adaptável a todo tipo de paciente, de diferentes idades ou pesos, e facilita muito a transição para técnicas de anestesia venosa, permitindo uma adoção mais rápida e efetiva.

Bomba de infusão enteral

Utilizada para administrar alimentação enteral diretamente no trato gastrointestinal, a bomba de infusão enteral garante uma infusão controlada de fórmulas nutricionais em pacientes que não podem consumir alimentos pela via oral.

Bomba de infusão ambulatorial

Projetada para uso em ambientes fora do hospital, como em casa ou em clínicas especializadas, a bomba de infusão ambulatorial permite que os pacientes recebam terapias contínuas, como quimioterapia ou antibióticos, enquanto mantêm sua mobilidade e qualidade de vida.

Entenda os 5 cuidados essenciais na utilização da bomba de infusão

É crucial ter cuidado com a bomba de infusão por diversas razões, muitas delas relacionadas à segurança e ao bem-estar do paciente.

Mas o equipamento também influencia na qualidade do trabalho do profissional de saúde.

Ele ajuda com que o trabalho da equipe seja mais efetivo e rápido, e permite que os colaboradores dediquem tempo à avaliação clínica, monitoramento dos sinais vitais, comunicação com os pacientes e suas famílias.Dentre os cuidados essenciais, destacamos:

1.Realize a inspeção de forma regular

Antes de iniciar a infusão, é crucial inspecionar visualmente a bomba de infusão para garantir que esteja em boas condições, sem danos visíveis ou falhas operacionais. 

Verifique se todos os cabos e conexões estão seguros e se não há vazamentos ou obstruções nos tubos de infusão. A manutenção preventiva deve ser mantida em dia e feita de acordo com as instruções do fabricante.

2.Faça a calibração adequada do equipamento

Certifique-se de calibrar a bomba de infusão de acordo com as instruções do fabricante e de acordo com a taxa de infusão prescrita pelo médico. A calibração inadequada pode resultar em doses incorretas de medicamentos ou fluidos, colocando o paciente em risco.

3. Faça o monitoramento, mesmo que o equipamento seja automatizado

Durante o período de infusão, monitore a bomba de infusão para garantir que esteja funcionando corretamente e que a taxa de infusão esteja sendo mantida conforme prescrito. Fique atento a qualquer sinal de alarme ou anomalia na bomba e tome medidas imediatas para corrigir quaisquer problemas.

4. Preze pela higienização e assepsia do equipamento

Mantenha a bomba de infusão e todos os componentes relacionados limpos e higienizados de acordo com os protocolos de controle de infecção. Isso inclui a limpeza regular das superfícies externas da bomba, troca de filtros e acessórios.

5. Realize treinamentos contínuos da equipe

Todos os profissionais de saúde envolvidos na operação da bomba de infusão devem receber um treinamento adequado sobre seu uso seguro e eficaz. Além disso, devem estar atualizados sobre as diretrizes e melhores práticas relacionadas ao uso, por meio de educação continuada e participação em programas de desenvolvimento.

Aqui, vale reforçar o cuidado com os registros das infusões realizadas, Sua equipe pode fazer uma documentação que inclui detalhes sobre os medicamentos administrados, volumes infundidos, taxas de infusão, duração da infusão e quaisquer eventos adversos ou complicações observadas.

Seguir estas melhores práticas vai ajudar a sua instituição a garantir a segurança do paciente, prevenir erros de medicação e promover uma administração eficaz de medicamentos e fluidos por meio das bombas de infusão.

Este conteúdo foi útil? Esperamos que sim.A MA Hospitalar possui as melhores marcas do mercado quando o assunto é equipamento hospitalar. Se você busca por uma bomba de infusão ou outro equipamento, conheça nossa loja e entre em contato conosco.

Sumário

Newsletter

Inscreva-se para receber nossa Newsletter

Newsletter
Aceite