política de privacidade MA Hospitalar

O3 – NIRS: conheça suas evidências científicas

O3 – NIRS: conheça suas evidências científicas

A Espectroscopia de Infravermelho Próximo (NIRS) é uma tecnologia não invasiva que mede a oxigenação tecidual em diferentes regiões do corpo, incluindo o cérebro, músculos e rins.

Ela é utilizada tanto em pacientes adultos quanto pediátricos, fornecendo valores de referência importantes para intervenções, especialmente quando os níveis de saturação caem abaixo de 50% ou reduzem 10% do valor basal.

O Dr. Giorgio Pretto, Doutor em Anestesiologia pela Faculdade de Medicina da USP e Embaixador Clínico da MA Hospitalar, analisou diversos estudos que destacam a importância do NIRS na prática clínica.

Por isso, separamos os principais pontos dessa analisa, que fornece uma visão clara sobre os benefícios e as aplicações dessa tecnologia, reforçando a sua relevância para a melhoria dos cuidados aos pacientes.

Relevância das dessaturações cerebrais em cirurgias

  • Cirurgias Cardíacas com CEC: Aproximadamente 60% dos pacientes submetidos a cirurgias cardíacas com circulação extracorpórea (CEC) apresentam dessaturações cerebrais.
  • Cirurgias em Cadeira de Praia: Até 80% dos pacientes podem experimentar dessaturações cerebrais.
  • Cirurgias Torácicas: Cerca de 56% dos pacientes têm dessaturações cerebrais durante essas cirurgias.

Essas dessaturações estão associadas a complicações graves, como aumento do tempo de internação, permanência na UTI, AVC, redução na sobrevida, delírio e distúrbios cognitivos.

Estudos e Evidências Científicas

American Society for Enhanced Recovery and Perioperative Quality Initiative Joint Consensus Statement

O estudo “American Society for Enhanced Recovery and Perioperative Quality Initiative Joint Consensus Statement on the Role of Neuromonitoring in Perioperativa Outcomes: Cerebral Near-Infrared Spectroscopy” recomenda o uso da oximetria cerebral pré-operatória para identificar pacientes com maior risco de resultados adversos após cirurgias cardíacas, como mortalidade e delirium.

Metanálises conduzidas por Zorrilla-Vaca et al. e Yu et al. sugerem que o uso de algoritmos intervencionistas guiados por oximetria cerebral intraoperatória pode reduzir o tempo de internação na UTI após cirurgias cardíacas.

Standards and Guidelines for Perfusion Practice (SBCCV e SBCEC)

A “Standards and Guidelines for Perfusion Practice” da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV) e da Sociedade Brasileira de Circulação Extracorpórea (SBCEC) recomenda o uso do NIRS em todas as cirurgias com CEC.

A monitorização do NIRS deve ser utilizada sempre que possível durante a CEC para garantir a segurança e a eficácia dos cuidados aos pacientes. 

Noninvasive Cerebral Oxygenation in Aortic Arch Surgery

Já o estudo “Noninvasive Cerebral Oxygenation may predict outcome in patients undergoind aortic arch surgery” mostra que dessaturações cerebrais prolongadas estão associadas a complicações maiores, aumento no tempo de ventilação mecânica, permanência na UTI e internação hospitalar prolongada após cirurgias no arco aórtico. 

Delirium em pacientes críticos

A pesquisa “Low brain tissue oxygenation contributes to the development of delirium in critically ill patients: A prospective observational study” indica que a baixa oxigenação cerebral contribui significativamente para o desenvolvimento de delirium em pacientes criticamente doentes, aumentando o tempo de internação e a ventilação mecânica, além de prejudicar a cognição a longo prazo. 

Dessaturações durante ventilação de um pulmão

O estudo “The Association of Cerebral Desaturation During One Lung Ventilation and Postoperative Recovery: A Prospective Observational Cohort Study” revela que pacientes submetidos a ventilação de um pulmão que experimentam dessaturações cerebrais apresentam atrasos na recuperação cognitiva pós-operatória, maior incidência de delirium e tempo de internação prolongado. 

Previsão de disfunção cognitiva pós-operatória

O estudo Cerebral oxygen saturation after multiple perioperative influential factors predicts the occurrence of postoperative cognitive dysfunction demonstra que a saturação cerebral mais baixa durante o transoperatório está correlacionada com o desenvolvimento de disfunção cognitiva pós-operatória em pacientes submetidos a cirurgias não cardíacas, especialmente em idosos. 

Crianças após cirurgia cardíaca

Uma das conclusões do artigo “Near-Infrared Cerebral Oximetry to Predict Outcome After Pediatric Cardiac Surgery: A Prospective Oservational Study” aponta que dessaturações cerebrais abaixo de 50% em crianças após cirurgias cardíacas estão associadas a aumento no tempo de ventilação mecânica, permanência na UTI e internação hospitalar. 

Lesão renal aguda em bebês

O NIRS renal demonstrou ser um indicador precoce e preciso de lesão renal aguda (IRA) em bebês submetidos a cirurgias cardíacas com CEC, correlacionando-se melhor com a ocorrência de IRA do que outros métodos diagnósticos convencionais.

Isso foi constatado na pesquisa “Intraoperative renal near-infrared spectroscopy indicates developing acute kidney injury in infants undergoind cardiac surgery with cardiopulmonaty bypass: a case-control stufy“.

Conheça a MA Hospitalar

A MA Hospitalar é uma empresa comprometida com a inovação e a excelência no atendimento médico-hospitalar.

Apoiamos a adoção de tecnologias avançadas, como a NIRS, para melhorar os cuidados perioperatórios e a segurança do paciente.

Esse recurso você encontra na Plataforma ROOT da Sedline, que está disponível em nosso catálogo.

Oximetria Regional O3

A plataforma de monitoramento e conectividade de pacientes expansível, versátil e personalizável Root permite que a Oximetria Regional O3 seja combinada a outras modalidades de monitoramento e registre automaticamente os dados do paciente em registros médicos eletrônicos (EMRs).

Essa tecnologia pode ajudar os médicos a monitorar a oxigenação cerebral em situações em que a oximetria de pulso periférica sozinha pode não ser capaz de indicar o nível de oxigênio no cérebro.

A Oximetria Regional O3 monitora a saturação regional de oxigênio da hemoglobina no sangue (rSO2) na região cerebral de pacientes bebês, neonatais, pediátricos e adultos.

Com seu design flexível, os sensores O3 adaptam-se facilmente e permitem a aplicação ergonômica em testas de todos os tamanhos.

Visibilidade Expandida do Cérebro

O Root com Oximetria Regional O3 e a Nova Geração do Monitoramento da Função Cerebral SedLine®, disponível para pacientes adultos e pediátricos, fornece uma visão mais completa do cérebro.

Esse sistema avançado ajuda o médico a monitorar o estado do cérebro sob anestesia com aquisição de dados bilaterais e processamento de quatro eletrodos de sinais de eletroencefalograma (EEG), permitindo a avaliação contínua de ambos os lados do cérebro.

Conclusão

A oximetria de infravermelho próximo (NIRS) tem se mostrado uma ferramenta crucial na monitorização da oxigenação tecidual, especialmente em contextos cirúrgicos e críticos.

Suas aplicações abrangem desde a redução de complicações pós-operatórias até a melhoria dos resultados cognitivos e funcionais dos pacientes.

Referências

  1. Thiele RH, Shaw AD, Bartels K, Brown CH 4th, Grocott H, Heringlake M, Gan TJ, Miller TE, McEvoy MD; Perioperative Quality Initiative (POQI) 6 Workgroup. American Society for Enhanced Recovery and Perioperative Quality Initiative Joint Consensus Statement on the Role of Neuromonitoring in Perioperative Outcomes: Cerebral Near-Infrared Spectroscopy. Anesth Analg. 2020 Nov;131(5):1444-1455. doi: 10.1213/ANE.0000000000005081. PMID: 33079868.
  2. https://www.scielo.br/j/rbccv/a/d78JtxPkztQQRZGN6QPvSQb/?lang=en
  3. Fischer GW, Lin HM, Krol M, Galati MF, Di Luozzo G, Griepp RB, Reich DL. Noninvasive cerebral oxygenation may predict outcome in patients undergoing aortic arch surgery. J Thorac Cardiovasc Surg. 2011 Mar;141(3):815-21. doi: 10.1016/j.jtcvs.2010.05.017. Epub 2010 Jun 25. PMID: 20579669.
  4. Cerebral Oxygenation and Neurological Outcomes Following Critical Illness (CONFOCAL) Research Group; Canadian Critical Care Trials Group; Wood MD, Maslove DM, Muscedere JG, Day AG, Gordon Boyd J. Low brain tissue oxygenation contributes to the development of delirium in critically ill patients: A prospective observational study. J Crit Care. 2017 Oct;41:289-295. doi: 10.1016/j.jcrc.2017.06.009. Epub 2017 Jun 15. PMID: 28668768.
  5. Roberts ML, Lin HM, Tinuoye E, Cohen E, Flores RM, Fischer GW, Weiner MM. The Association of Cerebral Desaturation During One-Lung Ventilation and Postoperative Recovery: A Prospective Observational Cohort Study. J Cardiothorac Vasc Anesth. 2021 Feb;35(2):542-550. doi: 10.1053/j.jvca.2020.07.065. Epub 2020 Jul 27. PMID: 32861541.
  6. Ni C, Xu T, Li N, Tian Y, Han Y, Xue Q, Li M, Guo X. Cerebral oxygen saturation after multiple perioperative influential factors predicts the occurrence of postoperative cognitive dysfunction. BMC Anesthesiol. 2015 Oct 26;15:156. doi: 10.1186/s12871-015-0117-6. PMID: 26503361; PMCID: PMC4624171.
  7. Flechet M, Güiza F, Vlasselaers D, Desmet L, Lamote S, Delrue H, Beckers M, Casaer MP, Wouters P, Van den Berghe G, Meyfroidt G. Near-Infrared Cerebral Oximetry to Predict Outcome After Pediatric Cardiac Surgery: A Prospective Observational Study. Pediatr Crit Care Med. 2018 May;19(5):433-441. doi: 10.1097/PCC.0000000000001495. PMID: 29465631.
  8. Ruf B, Bonelli V, Balling G, Hörer J, Nagdyman N, Braun SL, Ewert P, Reiter K. Intraoperative renal near-infrared spectroscopy indicates developing acute kidney injury in infants undergoing cardiac surgery with cardiopulmonary bypass: a case-control study. Crit Care. 2015 Jan 29;19(1):27. doi: 10.1186/s13054-015-0760-9. PMID: 25631390; PMCID: PMC4336470.

Sumário

Newsletter

Inscreva-se para receber nossa Newsletter

Newsletter
Aceite